Psicologia Organizacional: saiba as vantagens para sua empresa

11 minutos

Veja qual o papel do setor e como a psicologia organizacional pode motivar seus colaboradores

Antes, o papel do psicólogo era, muitas vezes, limitado ao espaço do seu escritório. Hoje, esse cenário é outro. Se antes o psicólogo se limitava a atender indivíduos em um consultório, esse profissional assume outras responsabilidades, inclusive dentro das organizações. Da resolução de problemas até a melhoria no recrutamento e seleção, aplicar a psicologia organizacional traz uma série de benefícios para o negócio.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o investimento preventivo em saúde mental pode trazer um retorno financeiro de até 4 vezes o valor inicial. Isso também impacta na produtividade das empresas: colaboradores engajados geram maior lucratividade, já que funcionários motivados produzem mais e contribuem melhor para o crescimento da companhia.

Tudo isso passa pela psicologia organizacional, campo de estudo que visa aumentar e manter a qualidade de vida no trabalho. O responsável pode propor melhorias em prol do clima organizacional, ajudar na resolução de conflitos e selecionar candidatos de maneira mais assertiva. Neste artigo, confira as vantagens em investir neste setor.

Importância da psicologia organizacional no ambiente de trabalho

A ideia da Psicologia Organizacional e do Trabalho surgiu em 1924, chamada de Psicologia Industrial. Na época, o objetivo era aumentar a lucratividade e a produtividade através da psicometria, isto é, a elaboração de testes e avaliações por meio de procedimentos avançados. Entre eles, exames focados no nível de desenvolvimento cognitivo das pessoas que apresentavam alterações de comportamento e danos cerebrais.

Com o tempo, o papel desse profissional se transformou para acompanhar as mudanças registradas no ambiente corporativo. Se antes as pessoas buscavam apenas estabilidade financeira, hoje já não é mais o caso. O Índice de Confiança, divulgado pela recrutadora Robert Half em 2018, apontou que a maioria dos colaboradores acredita que a possibilidade de crescimento é o fator mais importante na escolha de uma vaga em um processo seletivo.

Atualmente, o foco é encontrar o equilíbrio entre a gestão estratégica e o bem estar dos colaboradores. Não à toa, a cultura e o clima organizacional são grandes atrativos. Os colaboradores querem se sentir parte da empresa, e cabe ao psicólogo responsável propor atividades que estimulem isso.

New Call-to-action

Vantagens em investir na psicologia organizacional

Seja visando a humanização da empresa ou a melhora estrutural, o profissional desta área agrega de diversas maneiras. Entre suas atuações, pode-se destacar três:

Resolução de conflitos

As pessoas têm diferentes opiniões e modos de pensar — o que pode causar conflitos dentro do ambiente de trabalho. Essa situação é mais comum do que se imagina, como aponta a pesquisa Gestão dos Conflitos Organizacionais, da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH). Segundo o órgão, 92% dos entrevistados observam que os conflitos estão presentes no dia a dia corporativo.

Cabe ao profissional aplicar técnicas para melhor administrar ou gerir esses conflitos. O objetivo é focar na solução definitiva dos problemas, evitando que o conflito tome proporções maiores e prejudique o andamento da operação.

Recrutamento & Seleção

O processo seletivo envolve entrevistas, dinâmicas e testes para avaliar se o candidato está apto àquela vaga. Cabe ao psicólogo cruzar os resultados obtidos com o que pede a vaga, para garantir que a pessoa selecionada se adequa à empresa.

O profissional também pode sugerir outros métodos, como o recrutamento interno. A pesquisa Global Recruiting Trends 2020, divulgada pelo LinkedIn, mostrou que o tempo de permanência do funcionário nas empresas com alta contratação interna é 41% maior do que aqueles com baixa contratação interna. Ou seja: tal prática também influencia na retenção dos colaboradores.

Clima organizacional

Por fim, a psicologia organizacional presta atenção nos colaboradores. Isso envolve tanto sua saúde física quanto mental — impactando, assim, no clima da organização.

Isso ficou bastante evidente durante a pandemia da COVID-19, em que mais de 576 mil brasileiros foram afastados do trabalho no ano de 2020  devido a transtornos mentais e comportamentais. Esse número representa uma alta de 26% em relação ao registrado em 2019. As empresas que apostaram em programas de saúde mental e bem-estar, por sua vez, notaram retorno de até 8 vezes.

A melhor forma de acompanhar o clima é através de pesquisas semanais. Existem ferramentas focadas nisso, como a Feedz e Qulture.Rocks. O psicólogo vai analisar os resultados para, então, propor ações.

Invista na sua empresa

Ter um psicólogo dentro da equipe de Recursos Humanos traz uma série de benefícios para a empresa. Entre eles, a retenção de colaboradores, diminuição dos conflitos e processos de recrutamento e seleção mais eficazes.

A psicologia organizacional é focada no bem-estar dos colaboradores e propõe melhorias que unem esse objetivo com a gestão estratégica da empresa. Logo, investir nesse profissional é investir na empresa como um todo.

Somos a BusUp. Transporte inteligente para sua empresa economizar até 40% com fretamento.

Gostou? Entre em contato com nossa equipe para mais informações. Calculou, economizou, mudou para a BusUp.

New Call-to-action

​ ​

Escreva um comentário

Não há comentários

Ainda não há nenhum comentário neste post.

​ ​

Inscreva-se no blog