Estruturas de armazenagem: o que são e principais tipos

Descubra como otimizar o transporte de funcionários

Saiba quais são as principais estruturas de armazenagem e como escolher a mais adequada

Ter uma boa estrutura de armazenagem é fundamental para o controle e a organização do estoque de uma empresa. Segundo artigo publicado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, os estoques representam de 20% a 60% dos ativos totais do patrimônio de uma organização. Logo, uma gestão ineficiente pode gerar prejuízos graves e causar impactos que afetam desde o armazenamento até o setor de vendas.

A gestão de suprimentos é fundamental para o sucesso dos negócios, as vendas dependem diretamente da demanda do consumidor e, consequentemente, das decisões de compras. Para tal, o planejamento de estoque deve funcionar de maneira dinâmica e contínua.

Neste artigo, serão abordados os problemas da falta de gestão de estoque e de estruturas de armazenagem adequadas. Além disso, como as estruturas de armazenagem podem auxiliar nessa organização e quais os tipos mais usados.

 
A escolha correta das estruturas de armazenagem ajuda a otimizar os processos logísticos e o armazenamento correto dos produtos no estoque.

Estruturas de armazenagem inadequadas: 3 principais impactos

A má gestão de estoque pode gerar prejuízos consideráveis que se estendem a vários setores de uma empresa, como os setores de compras, vendas e produção. Segundo pesquisa realizada pela Revista Gestão Industrial, alguns dos principais impactos são: falta ou excesso de material, baixa produtividade, expedição excessiva e perda de vendas

Um estudo de caso apresentado no Encontro Nacional de Engenharia de Produção, mostra que boa parte desses problemas estão relacionados ao local de armazenamento de materiais. Veja a seguir os principais impactos da falta de uma estrutura de armazenagem eficiente:

Expedição excessiva

A dificuldade e a demora na localização e separação dos produtos pode causar expedição excessiva, também conhecida por remessa emergencial. Isso acontece quando a empresa se compromete com o envio de um produto ou a execução de um serviço que é atrasado por problemas no estoque, tendo um alto custo envolvido.

Movimentação e desorganização do local

Quando a estrutura de armazenagem não é adequada, a organização do estoque fica comprometida. Com isso, constantes mudanças são necessárias na tentativa de estabelecer algum tipo de controle, seja por recontagem de produtos, verificação de registros, ou alguma outra medida paliativa.

 

Reduza o custo com o transporte de colaboradores da sua empresa

 

Grande volume de avaria

O material armazenado de forma inadequada corre sérios riscos de sofrer algum tipo de estrago, o que pode gerar entrega de produto danificado, trocas e atrasos. Quando se torna constante gera insatisfação no cliente e até mesmo o cancelamento de pedidos. As consequências são: multas, custos adicionais, e má reputação.

A importância das estruturas de armazenagem para a gestão de estoque

Segundo artigo publicado pela Revista Uniabeu, o armazenamento envolve fatores como local, estruturas de organização e equipamentos de movimentação, além dos recursos financeiros e humanos. Os custos podem absorver de 10 a 40% das despesas logísticas. 

Se estabelecida uma gestão eficiente, é possível emplacar uma boa imagem para a empresa. Um estoque organizado permite reduzir o tempo de entrega, diminuir os erros e trocas e, principalmente, garantir a qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

Estruturas de armazenagem: 5 tipos mais usados

A escolha da estrutura mais adequada às especificidades do material a ser armazenado deve ser estudada e planejada com a devida atenção. Conhecer melhor os tipos e seus benefícios facilita a escolha. As estruturas mais usadas são:

Porta pallet

Esse é o tipo mais usado, os produtos são armazenados em estantes e podem ser acessados por empilhadeiras. Não ocupa tanto os corredores e gera um aproveitamento maior dos espaços de armazenamento.

Racks

São estruturas de metal que permitem verticalizar o armazém, facilitando o acondicionamento de materiais de formatos diversos. São muito usadas para armazenar alimentos perecíveis que precisam ser mantidos resfriados, como em frigoríficos, por exemplo.

 

New call-to-action

 

Carrossel

São estantes com prateleiras deslizantes para dar acesso aos produtos armazenados. É mais indicada para empresas com fluxos moderados, que armazenam materiais leves e de tamanhos não tão grandes.

Push back

É composto por estantes instaladas com um pequeno grau de inclinação que permitem o acesso aos produtos, já paletizados, através de carrinhos. A ideia é que através da gravidade os materiais se deslocam nas estantes, tornando o fluxo de entrada e saída mais ágil.

Mezanino

Parecido com os racks e porta pallets, utiliza a forma de verticalização no armazém, porém a estrutura é mais elevada como uma espécie de segundo andar. Com isso é possível ocupar a superfície em cima e embaixo.

Flow rack

Estrutura formada por prateleiras inclinadas e partes deslizantes, como roldanas e trilhos, que deslocam os materiais, facilitando o acesso. É recomendada para movimentação de volumes pequenos a médios.

Estrutura de armazenagem adequada, estoque eficiente

A escolha de estruturas de armazenagem adequadas é extremamente importante para o bom funcionamento da cadeia produtiva de uma empresa. Para tal, é necessário conhecer os tipos e escolher o que mais se adapta às especificidades do espaço de armazenamento e da movimentação regular de estoque da organização. Cabe ao gestor avaliar qual opção tem mais vantagens de acordo com o tipo de negócio e demandas, para assim, começar a transformar o fluxo de entradas e saídas da empresa.

Somos a BusUp. Transporte inteligente para sua empresa economizar até 40% com fretamento.

Gostou? Entre em contato com nossa equipe para mais informações. Calculou, economizou, mudou para a BusUp.

 

Como economizar com o transporte de funcionários
Sobre o autor
BusUp

Equipe BusUp

Mais info →

Escreva um comentário

Inscreva-se no blog