<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=337549318257422&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Processos produtivos: por que eles são tão importantes?

Descubra como otimizar o transporte de funcionários

Confira cinco estratégias para aprimorá-los e garanta o sucesso da sua empresa

Os processos produtivos são essenciais para a padronização das atividades dentro de uma empresa. A importância é tanta que, uma vez alinhados às metas globais e aos objetivos estratégicos estabelecidos, eles se tornam os responsáveis por fazer as engrenagens do negócio girarem. Segundo uma pesquisa da consultoria Falconi, só 10% das empresas de médio porte brasileiras possuem planejamento de longo prazo. É exatamente essa falta de planejamento um dos principais obstáculos para a implementação da gestão de processos produtivos.

Isso significa que muitos negócios ainda não contam com processos bem definidos e elaborados, o que traz uma série de consequências negativas. Conheça, neste artigo, os principais tipos de processos produtivos, os prejuízos da falta de planejamento e cinco meios de contar com processos produtivos assertivos e alinhados à sua empresa.

Alinhar e gerenciar adequadamente os processos produtivos da empresa é essencial para o sucesso do negócio.
Alinhar e gerenciar adequadamente os processos produtivos da empresa é essencial para o sucesso do negócio.

Tipos de processos produtivos

Entende-se por processos produtivos as ações que vão desde a entrada da matéria-prima (input) até a saída do produto (output). Ou seja, todas as etapas da produção, responsáveis por transformar insumos em produto final, podem ser consideradas processos produtivos – desde que agreguem valor à mercadoria. Conheça alguns tipos: 

Processos produtivos em massa 

São processos altamente automatizados e utilizados para a fabricação de produtos em alto volume e pequena variedade. Eletrodomésticos e automóveis, por exemplo.

Processos produtivos em lote 

Também focado na produção em alto volume e baixa variedade. No entanto, como o próprio nome diz, os itens são fabricados em lotes – o volume é menor se comparado aos processos de produção em massa. Por exemplo, roupas e calçados.

Processos produtivos de projetos 

A produção acontece em pequenas quantidades e alta variedade. Segue um processo único e, no geral, possui longo período de produção. Navios e aviões são produzidos neste processo. 

Processos produtivos contínuos 

A empresa opera em um processo ininterrupto – 24 horas por dia – entregando grandes volumes e variedade muito baixa. O fornecimento de energia elétrica, por exemplo, não pode ter pausas. 

 

Reduza o custo com o transporte de colaboradores da sua empresa

 

Falta de gestão dos processos produtivos traz danos

Processos produtivos desajustados e desconexos são fontes de prejuízo. Estes são alguns problemas que eles trazem ao seu negócio:    

Insatisfação do cliente

A empresa que não se preocupa em gerir seus processos produtivos acaba arcando com etapas desnecessárias durante a fabricação. Isso pode afetar a qualidade do produto ou, até mesmo, aumentar o tempo de produção, o que, consequentemente, tem impacto sobre a entrega final.

Ao adquirir um item de má qualidade, é provável que o consumidor jamais retorne. A falta de compromisso em relação ao prazo também não ajuda quando o objetivo é reter a clientela. Um estudo realizado pela Octadesk, em parceria com a Opinion Box, mostrou que 62% dos respondentes desistiram de uma compra após terem passado por uma experiência ruim.

Problemas no estoque

Erros na produção tendem a levar, por exemplo, ao excesso de estoque. Nesse caso, as entradas superam as saídas, o que traz consequências como redução do capital de giro e perdas de produtos e matérias-primas.

Dificuldades em enxergar gargalos

Não estar por dentro dos detalhes de cada etapa de produção dificulta a identificação de gargalos e, assim, impede que a empresa aposte em melhorias. Essa falta de conhecimento também torna os processos mais suscetíveis a erros, o que leva ao retrabalho.

 

New call-to-action

 

Adoção de estratégias para os processos produtivos é fundamental

Processos produtivos devem ser colocados em prática de maneira muito bem planejada e com prioridade para que a empresa tenha os melhores resultados. Essas são cinco alternativas para auxiliar sua empresa na sua implantação: 

1. Invista no mapeamento das atividades

A partir de processos mapeados e claros é possível entender melhor a dinâmica do trabalho, assim como identificar falhas. Daí a importância de o gestor estar a par de todas as fases de produção, ciente sobre os profissionais responsáveis por elas e atento ao desempenho de cada uma das etapas.

2. Trace um plano de ação     

Trata-se de um documento em que são registrados dados sobre as tarefas a serem desempenhadas. O intuito é padronizar o trabalho e, assim, criar uma rotina para os funcionários

É importante que ele seja claro, objetivo e traga respostas às seguintes questões: – o que será feito? Quando? Onde? Quanto vai custar? Como será desenvolvido? – Uma ferramenta que pode ajudar nessa tarefa é a 5W2H que funciona como um checklist das atividades que devem ser realizadas.

De acordo com a pesquisa Content Trends, 78,1% das empresas que documentam sua estratégia acreditam ser bem-sucedidas. Já entre as que não fazem isso, a porcentagem cai para 25,2%.

3. Acompanhe os resultados           

Para isso, é essencial instituir os KPIs (Key Performance Indicator ou Indicador-chave de Performance). Eles revelam se as iniciativas adotadas vêm atendendo às metas e aos objetivos estabelecidos. Custo de produção, tempo gasto na fabricação, entregas concluídas e pendentes são alguns exemplos de KPIs normalmente utilizados quando o assunto é gerenciamento de processos.

4. Não deixe a tecnologia de lado

Para uma gestão de processos eficiente, a tecnologia torna-se uma aliada fundamental. Existem, atualmente, ferramentas de otimização de tarefas que ajudam na orientação das equipes e na otimização do fluxo de trabalho. Softwares ERPs, como Oracle, Linx, SAP e Totvs, são exemplos disso. 

Um estudo da Accenture revela que empresas que não apostam em tecnologia registraram 15% em perdas de receita anual. Essas organizações também têm chances de comprometer, até 2023, cerca de 46% dos seus possíveis ganhos.

5. Prepare sua equipe

Contar com um time engajado também é imprescindível no momento de organizar a gestão dos processos produtivos. Isso significa que os colaboradores devem não só acompanhar todo o procedimento, como fazer parte dele. 

Uma das melhores formas de motivá-los, e fazer com que “vistam a camisa da empresa”, é investir em treinamento e estímulos. Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia mostrou que um funcionário satisfeito é, em média, 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% a mais em relação a outros.  

Crescimento depende de processos produtivos bem estruturados

Uma empresa que almeja o sucesso precisa dar a atenção devida aos seus processos produtivos. Isso porque a gestão adequada deles é capaz de aperfeiçoar o ciclo produtivo, melhorar a qualidade dos produtos e, ainda, diminuir os custos de fabricação. Além disso, ela colabora para aumentar a competitividade frente às concorrentes.

Tenha em mente que investir no mapeamento das atividades e traçar um plano de ação são estratégias importantes, assim como acompanhar os resultados. Também vale apostar tanto na tecnologia quanto na capacitação dos funcionários. Só assim é possível evitar transtornos como insatisfação dos clientes, problemas no estoque e dificuldade na detecção de gargalos.  

Somos a BusUp. Transporte inteligente para sua empresa economizar até 40% com fretamento.

Gostou? Entre em contato com nossa equipe para mais informações. Calculou, economizou, mudou para a BusUp.

 

Como economizar com o transporte de funcionários

 

 

Sobre o autor
BusUp

Equipe BusUp

Mais info →

Escreva um comentário

Inscreva-se no blog