Fretamento e Mobilidade urbana em São Paulo: quanto tempo as pessoas passam no trânsito?

O que você entende por mobilidade urbana? Atualmente, esse é um dos maiores problemas das grandes cidades e um dos mais difíceis de serem resolvidos.

Teoricamente, a mobilidade urbana é a forma e os meios utilizados pela população para se deslocar dentro do espaço urbano. Na prática, isso representa um desafio para a gestão pública, pois envolve desenvolver um planejamento adequado para que todos possam se locomover sem congestionamentos em cidades que não param de crescer desordenadamente.

A Rede Nossa São Paulo e o Ibope Inteligência realizam todos os anos uma pesquisa de levantamento sobre a percepção dos paulistanos em relação a mobilidade urbana na cidade. São discutidos dados como modalidade de transporte, tempo gasto no trânsito, qualidade do ar e segurança, por exemplo.

Um panorama da mobilidade urbana em São Paulo

De acordo com a pesquisa, divulgada em setembro e realizada durante agosto, o ônibus municipal recebe destaque como o meio de transporte mais utilizado – chegando a 43%. O carro está em segundo lugar, totalizando 24% e apenas 1% dos paulistanos usa serviços de fretados e ônibus intermunicipais para se deslocar até sua atividade principal.

Entre os motivos listados para não utilizar o ônibus, 37% apontam o desconforto e a lotação como principal, seguido pela utilização do carro próprio com 32%, o tempo de trajeto com 31% e a demora e incerteza do horário totalizam 23%.

Levando isso em consideração, a maioria dos paulistanos reporta que demora em média 10 minutos entre suas casas e o ponto e que passam por volta de 18 minutos esperando pelo ônibus. Somando isso, temos quase meia hora gasta apenas para pegar o transporte, sem contar o tempo do trajeto.

Em relação ao trânsito até sua atividade principal, a média de tempo de deslocamento diário é de 1 hora de 57 minutos e dependendo da região – no caso das zonas Norte e Sul – esse número pode chegar a 2 horas e 5 minutos. Foi constado também que todos os deslocamentos do dia podem consumir até 2 horas e 43 minutos – ou 2h e 49 minutos no caso da Zona Norte e 2h e 56 minutos para a Zona Sul.

Encontrando alternativas para solucionar o problema da mobilidade urbana

Nos casos em que a gestão pública não consegue suprir toda a oferta de transporte sozinha e com qualidade, entra a iniciativa privada e alternativas de transporte que economizam tempo, dinheiro e diminuem o stress desse deslocamento geralmente caótico nos grandes centros.

Pode não parecer, mas você também pode contribuir para a mobilidade urbana de sua cidade. A princípio, buscar alternativas de locomoção já auxilia a melhoria do transporte como um todo.

No caso de ônibus compartilhados, popularmente conhecidos como “fretados”, é possível deslocar-se para o trabalho ou faculdade com mais conforto e segurança.

Mas até mesmo entre esses serviços existem diferenças, como é o caso da BusUp, em que você consegue sugerir rotas personalizadas, diminuindo o tempo de deslocamento até o ponto.

Deixando seu carro na garagem, você se juntaria a 73% dos paulistas que com certeza trocariam o carro por alguma outra modalidade de transporte.

Com essa opção, não é preciso abrir mão do conforto e da praticidade, podendo se livrar do desgaste de enfrentar o trânsito dirigindo e utilizando esse tempo que seria ocioso com qualquer outra atividade mais prazerosa, como dormir, ler um livro ou assistir um filme.

Assim, você ainda contribui para a melhoria da mobilidade urbana, pois um ônibus compartilhado transporta em média 50 pessoas, enquanto um carro geralmente é de uso individual.

Você também pode contribuir para a mobilidade urbana de sua cidade! Busque alternativas, estimule o debate e apoie iniciativas que melhorem o trânsito da ciade.

Para ler a pesquisa completa, você pode clicar aqui.

Sobre o autor
BusUp

Equipe BusUp

Mais info →

Escreva um comentário

Inscreva-se no blog