Para ter controle, é importante que os processos para abastecer os indicadores de estoque sejam realizados rigorosamente.

Indicadores de estoque: como uma má gestão pode gerar prejuízos

13 minutos

Veja por que os indicadores são essenciais para não perder o controle da empresa.

A gestão a partir de indicadores de estoque é essencial para garantir a eficiência da empresa. Afinal, quando existe uma má gestão, as consequências negativas da perda de controle se revertem em prejuízo.

Além disso, a gestão eficiente está diretamente ligada à qualidade dos serviços prestados ao cliente. Segundo estudo realizado pela NeoGrid, 41,2% das perdas de venda no varejo são causadas por dois fatores. O primeiro é uma ruptura nos indicadores (26,7%), como falta de produtos por atraso do fornecedor, pedido não emitido, entre outros. Já o segundo é devido ao estoque virtual estático (14,5%), ou seja, item com quantidade de dias sem venda maior do que o normal.

Portanto, entender quais são os indicadores de estoques relevantes para empresa e como calculá-los é essencial para garantir a gestão eficiente do negócio. Neste artigo, serão apontados os indicadores mais relevantes, como são realizados os cálculos e os softwares mais utilizados pelas empresas.

New Call-to-action
Para ter controle, é importante que os processos para abastecer os indicadores de estoque sejam realizados rigorosamente.
Para ter controle, é importante que os processos para abastecer os indicadores de estoque sejam realizados rigorosamente.

Consequências negativas da má gestão de indicadores de estoque

Uma má gestão do estoque pode gerar diversos problemas e conflitos dentro da organização e, com isso, os reflexos podem ser observados na relação com o cliente. Por isso, são indicados abaixo alguns dos problemas derivados da falha na gestão de estoque:

Gastos desnecessários

Quando o estoque não é controlado, os produtos são adquiridos de forma ineficiente, gerando desperdício de investimentos, perdas e dificuldades de armazenamento.

Falta de informações alinhadas

Sem um controle sobre produtos e processos dentro da empresa, é possível verificar conflitos de informações e inventário perdido.

Falta do controle sobre produtos

Quando não existe um controle rígido de estoque, possivelmente os produtos podem faltar para o cliente ou, até mesmo, sobrar, gerando um acúmulo de mercadorias, resultando em ainda mais prejuízo.

Queda na qualidade do serviço

A falta de previsibilidade do produto afeta diretamente a qualidade do serviço e, consequentemente, o relacionamento com o cliente.

Quais são os indicadores de estoque relevantes?

Entenda quais são os indicadores mais relevantes para o negócio é a tarefa inicial diante de uma cenários de desorganização da empresa. Confira os 5 principais e como fazer os cálculos.

1. Giro de estoque

O giro de estoque é um dos principais indicadores para a empresa. Isso porque ele sinaliza quantas vezes por ano o estoque é renovado de forma completa. Assim, esse número reflete possíveis perdas e a rotatividade dos produtos. O seu cálculo é feito a partir da relação entre o total de vendas e o estoque médio. 

O estoque médio é resultado da soma do estoque inicial + estoque final/2. Lembrando que quanto maior for o giro de estoque, melhor é o resultado da empresa.

2. Ruptura de estoque

Esse indicador é essencial para que a empresa identifique faltas no estoque. Afinal, estoque esgotado é sinal de ruptura. Confira um exemplo: uma  empresa que oferece 20 marcas de produtos diferentes. Se dois destes produtos não estão disponíveis no estoque, a ruptura é de 10%.

3. Taxa de retorno

Esse indicador tem a função de mensurar o volume de devoluções. A  taxa de retorno é o índice que demonstra a porcentagem de produtos que foram devolvidos depois da finalização da compra. O seu cálculo é realizado a partir da equação: Taxa de retorno = (total de produtos devolvidos/total de produtos vendidos) x 100.

O ideal é que essa taxa se aproxime ao máximo do zero. Caso contrário, é preciso estar atento aos motivos que levam ao retorno dos produtos para não prejudicar os negócios, principalmente por reclamações e avaliações negativas.

4. Perdas

O indicador de perdas é o mais importante para o gestor da empresa, justamente porque representa um alto custo e pode comprometer o faturamento. Para calcular a taxa de perda, é preciso seguir a seguinte conta:

Perdas = estoque total – total de vendas – estoque atual

Assim, o resultado da conta não deve ser levado em consideração sem analisar de forma mais profunda os processos. Isso ajuda a chegar a algumas das possíveis causas para as perdas, como: fraudes, furto, falha de armazenagem, excesso de estoque, entre outras.

5. Tempo de reposição

Esse indicador gera impactos diretos na experiência do cliente. Afinal, quando a compra é realizada, o consumidor aguarda a mercadoria dentro de um período que ele considera razoável. Portanto, quanto menor for esse tempo de reposição para evitar que o cliente sinta a falta do produto na loja, melhor é a performance da empresa.

Quais são os softwares mais utilizados pelo mercado para controle de indicadores de estoque?

A gestão de processos dentro da empresa é um  ponto crítico, que precisa ser automatizado para evitar falhas e grandes prejuízos. Por isso, conheça os 3 sistemas de gestão de estoque mais utilizados pelas empresas.

1. Sistema ERP

É um sistema integrado de gestão empresarial que faz a interligação dos dados e processos da organização. Essa ferramenta oferece aos colaboradores o acesso à informações globais da empresa, essenciais para escalar o negócio, por exemplo.

2. SAAS

O SaaS é um software que oferece um serviço em nuvem para a administração e gestão do negócio. Essa é uma solução que pode ser personalizada de acordo com as necessidades de cada negócio. O sistema SaaS otimiza e garante maior facilidade de acesso aos colaboradores.

3. CEST

Para empresas de médio e grande porte, essa solução oferece a possibilidade de trabalhar com múltiplos usuários para dar suporte a grandes movimentações e alto volume de registros.

Excelência na gestão dos indicadores de estoque reflete em resultados

Com a utilização de indicadores de estoque adequados para o tipo de serviço prestado pela empresa, o controle rígido torna o processo mais eficiente e reduz o risco de perdas. Portanto, investir em softwares e sistemas automatizados auxiliam nos resultados positivos. Afinal, o objetivo dos indicadores de estoque é manter o controle da organização e o nível de qualidade de atendimento ao cliente, garantindo maior performance e otimização dos resultados.

Somos a BusUp. Transporte inteligente para sua empresa economizar até 40% com fretamento.

Gostou? Entre em contato com nossa equipe para mais informações. Calculou, economizou, mudou para a BusUp.

New Call-to-action

​ ​

Escreva um comentário

Não há comentários

Ainda não há nenhum comentário neste post.

​ ​

Inscreva-se no blog