<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=337549318257422&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Qual é o custo dos meios de transporte para ir ao trabalho?

Você sabe quanto gasta para ir ao trabalho todos os dias? O custo dos meios de transporte varia bastante, e essa pode ser uma excelente forma de economizar!

Por isso, neste post vamos falar sobre o custo dos meios de transporte mais populares nos grandes centros urbanos.

E também vamos mostrar como você pode calcular os gastos de cada um! Afinal, esse é um dos principais fatores na hora de decidirmos como vamos nos locomover todos os dias, não é mesmo?

É claro que existem outros fatores, como desgaste ou até mesmo a mobilidade urbana. Mas aqui o foco é no bolso!

Custo dos meios de transporte

Quais meios de transporte vamos analisar?

Separamos oito formas de locomoção para esse texto. Carro, moto, transporte público (como categoria, e não veículo), bicicleta, a pé, táxi (e aplicativos de transporte), carona e ônibus fretado.

Apesar de algumas utilizarem o mesmo veículo (como carro, carona e táxi), os custos de cada meio de transporte são bem diferentes!

 

Reduza o custo com o transporte de colaboradores da sua empresa

 

Vamos lá?

Quanto custa cada meio de transporte?

Carro

O consumo de combustível é único de cada carro. Por isso, você precisa analisar a distância e quanto gasta com cada viagem. Para fazer isso, encha o tanque e anote a distância total que seu carro roda. Ao abastecer novamente, anote quantos litros colocou e divida pela quilometragem rodada.

Por exemplo: você rodou 300 quilômetros com o tanque cheio e, depois, abasteceu 30 litros. Como 300/30=10, seu carro possui uma média de 10 quilômetros rodados por litro. Lembre-se que essa conta muda se for etanol ou gasolina e se for na cidade ou rodovias!

Agora, é só multiplicar esse valor pela distância (ida e volta) do trabalho e você saberá quanto gasta com combustível.

Mas não é só isso! Em seguida, é preciso adicionar os custos de estacionamento e pedágio (se houver) e diluir os gastos anuais, como depreciação, manutenção, seguro e IPVA.

E nem estamos incluindo a própria aquisição do automóvel, que mesmo financiado pesa no bolso.

Por tudo isso, o carro é um dos meios de transporte mais caros no dia a dia.

Moto

O cálculo da moto é semelhante ao do carro – basta ajustar os custos como combustível, estacionamento, pedágio e outras despesas a longo prazo para a realidade do veículo.

Como é um veículo menor, seu gasto também é consideravelmente mais baixo, e manter uma moto é bastante econômico.

Transporte público

Seja ônibus, trem ou metrô, o cálculo do custo do transporte público é simples. Como a tarifa é fixa, independentemente da distância, é só somar a quantidade de viagens que você faz por mês.

O valor só muda se você não tiver integrações ou quando há reajuste nas tarifas. Mesmo assim, é uma das formas mais econômicas de transporte.

Bicicleta/a pé

O custo para ir ao trabalho de bicicleta ou a pé é muito baixo. Afinal, o preço de uma bicicleta é muito baixo quando comparamos com os outros meios de transporte, e caminhar é de graça.

Só não se esqueça que você precisará se alimentar melhor antes de sair – e incluir essa despesa no cálculo.

O problema desse transporte está apenas em sua viabilidade e segurança. Por exemplo, alguns estudos afirmam que a distância máxima ideal para caminhar ou pedalar para o trabalho é em torno de 4 quilômetros.

Além disso, se as ruas não são acessíveis ou seguras para pedalar ou caminhar, você já precisa descartar essa opção. Condições físicas de fazer o trajeto e a possibilidade de tomar banho no trabalho também devem ser consideradas.

Táxi e aplicativos de transporte

Semelhante ao transporte público, o cálculo para essas formas de transporte é simples. Faça uma média do preço das viagens e multiplique pela quantidade de vezes que se desloca ao mês.

Entretanto, é importante considerar diferentes bandeiras e tarifas dinâmicas, que aumentam o valor da viagem de acordo com a procura. E como estamos analisando ida e volta do trabalho, geralmente são horários de pico. Isso influencia diretamente no cálculo, pois o preço de cada viagem pode até triplicar.

Carona

As caronas podem ser fixas, quando o dono do automóvel cobra um valor e faz o mesmo trajeto todos os dias; ou rotativas, quando as pessoas revezam o deslocamento com seus veículos.

No primeiro caso, o custo é fixo e simples de calcular, pois depende do dono do automóvel. Já no segundo, é preciso calcular os gastos do carro e multiplicar apenas pelos dias que você faz o trajeto.

De maneira geral, a carona é uma forma prática e mais econômica de ir ao trabalho. Afinal, você divide as despesas de um carro em até cinco pessoas. Então, do ponto de vista financeiro, vale a pena. Os problemas deste tipo de viagem são outros, como tempo e conforto.

 

Fretamento empresarial

 

Fretado

O valor de um ônibus fretado é fixo e estabelecido pela empresa. Ele pode ser em bilhete único, como um transporte público, ou mensal – nesses casos, pode haver desconto no preço de cada viagem.

À primeira vista, o fretamento não se diferencia muito de outros meios de transporte pelo seu custo. Em alguns casos, pode até mesmo ser um pouco mais caro.

Mas seu custo-benefício é maior do que quase todos. Afinal, ele passa mais perto de casa do que os pontos de transporte público, são muito mais confortáveis e, se as rotas forem bem definidas, até mais rápido.

Faça o cálculo online

Fazer essa conta não é algo rápido, mas qualquer um pode fazer. Entretanto, existem algumas ferramentas que podem te ajudar!

Com a calculadora do Estadão você pode escolher a distância do trajeto, o período (dias, semanas ou mês) e ida/volta. Dá até para colocar o endereço de partida e destino!

Com essas informações, ela calcula o preço médio de vários meios de transporte! O único problema é que seus dados são apenas para a cidade de São Paulo, mas já é possível ter uma dimensão do custo.

Essas calculadoras podem te ajudar com diversas informações importantes, mas não devem ser a única fonte de seu cálculo. Só você conhece sua rotina!

Uma conclusão sobre o custo dos meios de transporte

Analisar o custo do transporte é imprescindível. Podemos economizar muito escolhendo formas mais baratas de ir ao trabalho todos os dias!

Mas esse não deve ser nosso único critério. De que adianta gastar metade do preço e chegar estressado e cansado? Pior ainda, esse desgaste pode levar a acidentes que saem até mais caro!

Fique ligado em nosso blog! Você ainda pode baixar gratuitamente nosso guia para escolher o melhor meio de transporte! É só clicar aqui!

 

Somos a BusUp. Transporte inteligente para sua empresa economizar até 40% com fretamento.

Gostou? Entre em contato com nossa equipe para mais informações. Calculou, economizou, mudou para a BusUp.

 

Como economizar com o transporte de funcionários

 

Sobre o autor
BusUp

Equipe BusUp

Mais info →

Escreva um comentário

Inscreva-se no blog