Smart Working: como implementá-lo de maneira eficaz?

Atração de talentos

A implementação de novas tecnologias para aumentar a produtividade e otimizar os esforços dos colaboradores traz vantagens competitivas.

O smart working ultrapassa as fronteiras do trabalho remoto. Assim, ele abre um leque de opções de novas tecnologias para que as empresas possam utilizar a fim de otimizar seus processos de trabalho, principalmente neste período de retomada presencial pós-pandemia.

Segundo pesquisa da empresa de consultoria global Korn Ferry, nesse momento 70% dos profissionais dizem que a rotina da volta ao escritório pode ser difícil e estranha, por isso preferem trabalhar de forma remota. Mas a maioria também aponta que a forma híbrida tem sido o equilíbrio encontrado por empresas e trabalhadores.

Com isso, este artigo irá abordar como o smart working pode ajudar a mudar a rotina do funcionário dentro do ambiente profissional e, também, como pode tornar o trabalho presencial mais atrativo e menos estressante.

 
O uso de ferramentas de smart working possibilita a troca de informações dinâmicas e otimizadas.
O uso de ferramentas de smart working possibilita a troca de informações dinâmicas e otimizadas.

O smart working como tendência mundial

O primeiro passo para adotar o smart working na empresa é entender que esse modelo vai além do trabalho remoto. Afinal, é a implementação de tecnologias que ajuda a otimizar a produtividade e a trazer mais satisfação para os colaboradores.

Alguns pontos importantes que o smart working pode otimizar no ambiente profissional: 

1. Gerenciamento de rotas

O uso de técnicas para garantir mais facilidade no deslocamento dos funcionários até o local de trabalho, com a identificação de horários mais rápidos e jornadas mais flexíveis, se traduz em uma forma inteligente de trabalho, principalmente para um retorno híbrido e gradativo no pós-pandemia.

2. Cibersegurança

Para assegurar a segurança da corporação e dos empregados, os recursos implementados pelo smart working otimizam o uso seguro da internet e integram os sistemas de forma facilitada para melhorar os processos laborais.

3. Modelo de trabalho híbrido

Adotar um modelo de trabalho híbrido resulta em menos custos operacionais à empresa e aos contratados. Além disso, ajuda a equilibrar vida pessoal e profissional, que se misturaram de forma confusa durante a pandemia.

 

Saiba como atrair os melhores talentos para a sua empresa

 

Smart working e os prejuízos da ausência de um modelo de trabalho

Segundo a pesquisa Sobrevivência de Empresas (2020) do SEBRAE, a taxa de mortalidade dos negócios é de 29% e um dos principais motivos apontados pelos empresários para encerrar as suas atividades é a falha no modelo de gestão. Abaixo, são apontadas três razões principais:

1. Falta de processos estruturados

A falta de organização e clareza nos processos da empresa podem levá-la à falência. Isso ocorre quando os colaboradores não sabem qual é a lógica de trabalho a ser executada, o que piora quando eles desconhecem os passos a serem seguidos. Então, a incoerência nas ações revela processos sem estrutura.

2. Ausência de informações e suporte de custos

A gestão orçamentária e os gastos descontrolados podem trazer prejuízos graves à companhia. Tudo porque não existe a rigidez necessária para a tomada de decisões. Principalmente, se não se desenha um modelo específico para o negócio, o dinheiro acaba sendo gasto de maneira dispersa, sem que ofereça planos e perspectivas reais de retorno.

3. Clima organizacional

Uma das falhas constantemente apontadas para um clima organizacional prejudicial é a presença de um ambiente tóxico para os funcionários, que não são motivados e estimulados no trabalho. Isso ocorre devido ao fato de que muitos líderes ultrapassam suas funções e não tratam os contratados da maneira devida, mudando sensivelmente a atmosfera empresarial.

Fatores que tornam o trabalho remoto desvantajoso

A realidade da pandemia tem mostrado como a tecnologia evoluiu para um trabalho híbrido. Apesar da facilidade dos profissionais poderem trabalhar de casa, a produtividade e as condições do trabalho podem ser precárias sem um modelo de negócios estruturado para essa realidade pós-pandêmica.

Por isso, alguns pontos precisam ser verificados pelas empresas antes da decisão final sobre adotar ou não o trabalho remoto:

1. Mensuração da produtividade

Sem tecnologias que possam mensurar a produtividade em relação ao tempo de trabalho, a distância da empresa pode trazer dificuldades de mensuração. Afinal, o ambiente fora da corporação é cercado de distrações que podem atrapalhar o comprometimento do trabalhador com relação à sua carga horária.

 

New call-to-action

 

2. Garantia de ambiente de trabalho ergonomicamente preparado

A pandemia obrigou que as corporações mantivessem seus funcionários operando de casa, sem um espaço adequado para o ofício. No entanto, caso esse modelo trabalhista se prolongue, a empresa estará submetendo os funcionários a riscos de doenças ocupacionais.

3. Custos operacionais para os colaboradores

A grande discussão sobre o trabalho remoto está na questão dos custos operacionais não só para a empresa, mas também para os contratados. Mesmo com uma ajuda de custo para internet, os gastos em casa ainda são maiores com luz, água, comida, entre outros.

O uso coerente do smart working

Ao longo dos últimos dois anos, algumas empresas estão adotando a flexibilização do trabalho, criando ferramentas de comunicação e processos mais simples como o Google, Apple e outras gigantes do mercado. Aos poucos, as organizações estão mantendo uma jornada híbrida de trabalho, que tem se mostrado funcional e sem prejuízos à produtividade.

O Google, por exemplo, oferece maior flexibilidade de trabalho durante a semana e os parceiros podem trabalhar de forma remota no escritório da empresa ou, até mesmo, em outros locais. Já na Apple, os gerentes discutem a real necessidade da presença física dos colaboradores para o desenvolvimento dos trabalhos. Mas, é claro, em determinados setores, muitas vezes, o trabalho remoto é praticamente inviável.

Portanto, o trabalho híbrido e o uso das tecnologias para tornar o retorno ao trabalho presencial mais saudável são indispensáveis neste momento. Assim, criar um modelo de trabalho de smart working tem demonstrado ser interessante não só para a empresa, como também para os empregados.

Somos a BusUp. Transporte inteligente para sua empresa economizar até 40% com fretamento.

Gostou? Entre em contato com nossa equipe para mais informações. Calculou, economizou, mudou para a BusUp.

 

Atração de talentos

 

Sobre o autor
BusUp

Equipe BusUp

Mais info →

Escreva um comentário

Inscreva-se no blog