4 dicas para incentivar o regresso ao trabalho presencial

À medida que o “desconfinamento” avança para criar uma situação mais estável, aproximamo-nos a passos largos do regresso ao trabalho presencial, com todos os desafios e inseguranças que isso implica. Neste artigo, vamos analisar algumas das medidas que pode implementar na sua empresa para promover um ambiente de trabalho saudável e seguro e motivar os trabalhadores.

Dificuldades no regresso ao trabalho presencial

     A pandemia de Covid-19 começou por ser uma crise sanitária, mas os seus efeitos fazem-se largamente sentir no mundo do trabalho, à escala global. Um estudo publicado pela Randstand demonstra que 77% dos trabalhadores portugueses que estão atualmente em regime de trabalho remoto querem regressar presencialmente ao local de trabalho. A sensação de solidão ou isolamento e a falta de interação com os colegas são o principal motivo apontado. Por outro lado, a dificuldade na conciliação da vida familiar e profissional, por exemplo, nos casos em que se deve prestar apoio a crianças em idade escolar, ou as faltas de condições adequadas para uma boa produtividade, como uma boa ligação à Internet, são também fatores que abonam a favor do regresso ao trabalho presencial.

     No que refere à perspetiva dos empregadores em Portugal, um estudo do ManpowerGroup, relativo ao 3.º trimestre de 2021, revela que 74% pretende o regresso total dos trabalhadores ao modo presencial. Tudo indicaria que empregadores e trabalhadores estão em consonância nesta vontade de voltar aos escritórios.

No entanto, apesar dos motivos apontados para trabalhadores quererem voltar ao escritório, nem tudo são desvantagens neste regime:

     A ausência de deslocações e a maior flexibilidade de horários laborais, são consideradas as maiores vantagens do trabalho remoto. Assim, como benefício ao retorno presencial, os trabalhadores pretendem ter acesso a determinadas condições para compensar a perda destes benefícios. As empresas que não adotarem medidas neste sentido arriscam-se a lidar com uma maior taxa de absentismo, quebras na produtividade ou mesmo a uma diminuição da força de trabalho. A falta de flexibilidade e respeito pelo equilíbrio entre a vida familiar e profissional poderá causar desmotivação, levando os trabalhadores a procurarem empregos com melhores condições.

Medidas que as empresas devem implementar para promover a segurança no regresso ao trabalho presencial

     Dependendo do ramo e das dimensões das empresas, há diferentes formas de adaptar os locais e procedimentos de trabalho em preparação para o regresso ao trabalho pós pandemia. A consulta e pesquisa de informações corretas e atualizadas ajudará as empresas a terem uma melhor perspetiva dos aspetos em que devem focar-se nesta fase.

No entanto, deixamos-lhe aqui alguns exemplos de medidas que poderá implementar na sua empresa:

  • Segurança: é essencial, garantir que os trabalhadores tenham acesso a todas as medidas de proteção e equipamentos necessários ao desempenho das suas funções. Evitar contactos desnecessários e assegurar a desinfeção e ventilação dos locais de trabalho são dois passos fundamentais.

 

  • Implementação de um regime de trabalho híbrido: opte por um modelo de trabalho flexível, em que os trabalhadores possam combinar o trabalho presencial e remoto, deslocando-se ao escritório apenas quando necessário, sendo assim adaptável às necessidades empresariais.
  • Flexibilidade de horários: promova o bem-estar dos trabalhadores, dedicando atenção às suas necessidades e permitindo-lhes equilibrar a vida profissional com a gestão da vida doméstica. A possibilidade de ter um horário flexível contribuirá para aumentar a motivação e autonomia dos trabalhadores.
  • Apoio nas deslocações: as deslocações de e para o trabalho são uma das principais fontes de preocupação. Disponibilize meios de transporte próprios em conformidade com as necessidades dos seus colaboradores (horários flexíveis, rotas otimizadas e rastreamento personalizado e seguro) para que deste modo, possa garantir a tranquilidade, na retoma do trabalho presencial - havendo uma poupança de tempo e dinheiro nas deslocações de ida para o trabalho e regresso a casa.

Desta maneira, a flexibilidade e segurança são as palavras de ordem à medida que caminhamos para a nova normalidade no mundo do trabalho. Para que este regresso se proceda da melhor forma possível, é necessário existir uma grande dose de confiança pelas empresas em termos do bem-estar dos seus colaboradores. No entanto, existem empresas como a BUSUP que agilizam a atractividade desta nova realidade, ajudando a criar um vínculo entre os funcionários e as empresas, com uma mobilidade sustentável, unindo, de forma otimizada e segura a relação laboral presencial.

Sobre o autor
BUSUP

Equipa BUSUP

Mais info →

Escreva um comentário

Inscreva-se no blog